Eventos

Butantan organiza Simpósio que discute a recusa às vacinas e estratégias de comunicação

O desafio da comunicação frente aos movimentos antivacinas exige uma análise crítica das informações disponíveis sobre vacinas e seu impacto no comportamento da população. Um dos resultados desse processo é o avanço de doenças imunopreveníveis, muitas das quais já consideradas erradicadas do mundo.

Para tratar desse tema atual o Instituto Butantan organizou o Simpósio Ciência e vacinas: desafios à educação e comunicação, parte das ações do Programa 100 anos da Gripe Espanhola – imagine o mundo sem vacinas. Durante o evento serão tratados aspectos filosóficos e sociológicos da imunização e alternativas de educação e comunicação para acessar grupos sociais específicos.

Data: 13 de setembro

Horário: 9h às 17h

Local: Auditório do Investe São Paulo

Av. Escola Politécnica, 82, Jaguaré (em frente ao Portão 2 da Universidade de São Paulo/USP) São Paulo - SP

Público-alvo: comunidade científica, jornalistas, gestores e profissionais de saúde, alunos

É necessário realizar a inscrição pelo link: aqui

PROGRAMAÇÃO

MANHÃ

9h - ABERTURA
Boas-vindas
Diretoria do Instituto Butantan
Coordenação do Programa 100 anos da Gripe espanhola

9h30 - CONFERÊNCIA I
Campanha de eliminação do sarampo: situação atual das Américas. Facilidades e Dificuldades de alcançar coberturas vacinais
Lely Stela Guzman Barreira
Consultora do Grupo Imunopreveníveis do Ministério de Saúde e Proteção Social da Colômbia e membro da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas)

10h30 - CONFERÊNCIA II
Anti-vaccine campaigning: how it works
Brian Derr
Repórter britânico que atua em investigações sobre a indústria farmacêutica, medicina e questões sociais. Entre as suas contribuições mais importantes, está à revelação da fraude no artigo publicado em 1998, pelo então médico britânico Andrew Wakefield de que a vacina contra sarampo poderia causar autismo.

TARDE
13h30 - MESA 1 - Aspectos filosóficos e sociológicos da imunização: vacinas como intervenção na vida do cidadão

A hesitação às vacinas: uma reflexão sobre a problematização da vacina e o cenário social mais amplo de crise de legitimidade
Carolina Luísa Alves Barbieri
Médica e docente da Pós-Graduação em Saúde Coletiva da Universidade Católica de Santos

Uma leitura epistemológica do movimento antivacina no século XXI
Anastásia Guidi Itokazu
Bacharel em física e docente de Filosofia da Ciência da Universidade Federal do ABC.

15h - MESA 2 - Educação e comunicação em saúde: estratégias e alternativas para acessar grupos sociais específicos

Campanhas educativas: aproximação e interação com os diversos públicos
Ricardo Machado
Jornalista, coordenador de Comunicação da Sociedade Brasileira Imunização (SBIm)

Epidemias midiáticas: o risco, a mídia e a doença como produto jornalístico.
Cláudia Malinverni
Coordenadora editorial do Projeto Audioteca da Biblioteca Virtual da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo

17h - Encerramento